Parceiros

S.O.S Consultas Médicas
Farmacia
crmentz

Galeria

Pesquisa

Aniversários/Março


Dia 01
Claiton Timm
Volmir A. Klein

Dia 02

Marcelo C . Pereira
Rodrigo S. Vargas

Dia 03

Irani Cichelero
Fernando Chaves
Lauro A. A. Costa

Dia 04
Fabio A. Oliveira
Marcelo T. Souza

Dia 05
Dênis P. Alves

Dia 06
José R. Raach

Dia 07
Sergio O. Fagundes Silva

Dia 08
Everton L. Alves
Ronaldo S. Silva

Dia 11

Gilmar N. Santos

Dia 10
Elton Gay
Renato V.B. Oliveira

Dia 13

Ademir Zulianello

Dia 16
Marco A. E. Serpa
Wagner Duarte

Dia 17
Marcelo Ferraço
Luciana P. Silva

Dia 19
Jose Calza

Dia 20
Luciano Prudente

Dia 21
Endrigo O. B. Nunes
Ingorn Kronbauer
Juliandre L. S. Silva

Dia 22
Carlos A.B. Escher

Dia 23
Gustavo M. Duarte
Michael Stanislau

Dia 24
André G. Peil
Guilherme Facchini
Juarez Mariano

Dia 25
Paulo J. Gutierrez
Paulo C. Moreira

Dia 26
Vinicius Machado

Dia 27
Cristiano S. Santos
Juliandre L. S. Silva

Dia 28
Antonio Magnam

Dia 29
Antonio J. Guerra Costa
Francisco S. Dias

Dia 30
José Francisco B. Rocha
Carlos H. G. Oliveira

Dia 31
Jair L. Oliveira

Tempo

Temp: °
Sensação: °
Umidade: %
Velocidade:  
Direção.: °
Barôm.:  
Mais detalhes

Eventos

 Fev   Mar 2015   Abr
DSTQQSS
  1  2  3  4  5  6  7
  8  91011121314
15161718192021
22232425262728
293031 
ASIC ESL

RSS

Porto Alegre, capital nacional do apito e das bandeiras
23 de março de 2015 - 10:54
anafNos dias 27 e 28 de março Porto Alegre será a capital nacional da arbitragem de futebol. Na ocasião, estarão reunidos na capital dos gaúchos os principais dirigentes dos sindicatos e associações de árbitros do Brasil para participar da primeira Assembleia de Trabalho da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol, entidade presidida pela catarinense Marco Antonio Martins.


O anfitrião do evento, que terá como sede o Hotel SESC Campestre, será o Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado do Rio Grande do Sul (SAFERGS). O presidente do Sindicato, Carlos Alberto Nunes Castro, destaca a importância do encontro. “A Assembléia de Trabalho é momento em que a categoria, através principalmente das suas lideranças sindicais, se reúne para traçar uma ação conjunta, visando encaminhar as lutas de interesses de todos. Entre os desafios que temos pela frente está a agilização do processo de transição da ANAF do estágio de associação para Federação dos Árbitros de Futebol, uma providencia necessária para a efetiva profissionalização da categoria.”
As assembleias e congressos da ANAF são marcados pela organização e por amplos debates, que geram propostas, conclusões e encaminhamentos extremamente importantes para os árbitros de todos os recantos do País. “A relação trabalhista com a CBF e as federações estaduais, é outro assunto que será discutido”, informa o presidente do SAFERGS.
Carlos Castro faz questão de salientar a satisfação de receber os principais nomes dirigentes do apito nacional. “O SAFERGS vai honrar a tradição de hospitalidade povo gaúcho, recepcionando a todos com alegria, amizade e camaradagem. Quanto ao desenvolvimento dos trabalhos, no que depender de nós estes se desenvolverão no mesmo ambiente de respeito, harmonia, seriedade e objetividade que caracterizam a escola gaúcha de arbitragem de futebol.”, finalizou o presidente Castro.



Justiça Comum é a solução
Dois episódios envolvendo a arbitragem me chamaram a atenção neste mês de março. O primeiro, ocorreu no jogo Ipiranga x Grêmio pelo Campeonato Gaúcho. Na partida em tela, o técnico do Tricolor dos Pampas, Luiz Felipe Scolari, “qualificou” verbalmente, o árbitro da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Neto de “Chico Colorado”, que foi o responsável pela condução da partida.
O Tribunal de Justiça Desportiva Gaúcho, ao invés de punir exemplarmente Scolari, que comandou a Seleção Brasileira no maior vexame da sua história numa Copa do Mundo - (Alemanha 7 X 1 Brasil)- aplicou uma simples e mínima multa. Três mil reais em cestas básicas. Felipão saiu ileso de punição rigorosa e Francisco Neto ficou com o “rótulo” de apito do Colorado dos Pampas.
Já o segundo fato, foi no domingo que passou, no Campeonato da Federação Baiana de Futebol. O árbitro Arilson Bispo da Anunciação, que dirigia o prélio Jacuipense x Juazeirense, foi agredido com um soco pelo atleta Meidson da Jacuipense, que o prostou ao solo, após a marcação de um penal contra a equipe do agressor.
Ambos os casos são recorrentes no futebol brasileiro, independente do nível do campeonato, da condição sócioeconôminca dos atletas, dos dirigentes e técnicos de futebol.
E os motivos pelos quais os fatos aqui mencionados se repetem contra a arbitragem, são de conhecimento de todos que gravitam no futebol, inclusive dos leigos.
Aqueles que praticam ou desejam praticar algum tipo de agressão contra o árbitro ou assistentes no futebol brasileiro, tem o “aval” explícito do (CBJD) Código Brasileiro de Justiça Desportiva. (CBJD) que foi confeccionado para “flexibilizar” as penas dos que violam as Regras de Futebol dentro do campo de jogo e, por extensão, “laureia” atletas, técnicos e cartolas que vociferam agressões físicas e/ou verbais atingindo a honra dos homens de preto.
Quem se ater a observar o histórico dos atletas, treinadores, preparadores físicos, médicos e dirigentes punidos, inclusive por agressões físicas nos últimos anos no nosso futebol, verá que a maioria esmagadora teve a pena reduzida, gozou do efeito suspensivo, foi absolvido ou a punição foi extinta. Este tipo de leniência vergonhosa, só existe no País pentacampeão de futebol.
Além do motivado, ressalte-se a formação dos tribunais esportivos das federações de futebol e da CBF. A indicação de pessoas para compor esses organismos, é feita pelos cartolas dos clubes de gente muita próxima a eles, da associação dos atletas das federações de futebol, dos árbitros e da Ordem dos Advogados. Dos citados aqui me inspira confiança a indicação dos árbitros e da OAB.
Diante do que se leu desde a primeira linha deste articulado, não resta outra alternativa aos árbitros que não seja a de se organizarem através dos seus sindicatos em âmbito local e da Anaf em amplitude nacional, e sem flexibilização processarem na Justiça Comum os seus detratores/agressores.
PS: Porto Alegre será transformada a partir desta sexta-feira (27) e sábado, na capital brasileira da arbitragem. Os gaúchos serão os anfitriões da Reunião Geral de Trabalho da (Anaf) Associação Nacional de Árbitros de Futebol. Associações e sindicatos da confraria do apito brasileiro, sob a regência de Marco Antonio Martins e seus congêneres, discutirão temas de relevância inerentes à categoria dos homens do apito para a temporada 2015.
Por Valdir Bicudo, do Paraná Online



Daronco relata agressões e xingamentos
O árbitro FIFA Anderson Daronco, que apitou a partida do Aimoré contra o Passo Fundo, no domingo, 22, no estádio Cristo Rei, relatou agressões e xingamentos à arbitragem, por parte do goleiro Marcelo Pitol. O jogador do Aimoré poderá ter complicações no Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Gaúcha de Futebol. Ele foi expulso ao fim da partida, após a anulação de um gol do Aimoré. O jogo terminou em 2 a 2. Daronco relata que o atleta o agrediu verbalmente e também o assistente, Maurício Coelho da Silva Penna, que sofreu uma cabeçada. Na súmula do jogo, o árbitro relatou que as agressões foram registradas junto à Brigada Militar. Após o jogo, uma pedra foi atirada contra o vestiário e a equipe do apito só conseguiu deixar o estádio com escolta da polícia.



Agressão covarde
"Quero manifestar minha solidariedade ao amigo Arilson Bispo da Anunciação, árbitro da Federação Baiana de Futebol e presidente do Sindicato dos Árbitros da Bahia, pela agressão covarde sofrida por ele, no jogo Jacupiense x Juazeirense, válido pelo campeonato da 1ª divisão daquele Estado, realizado no dia de ontem, ocasião em que foi agredido pelas costas pelo jogador Meidson da equipe do Jacupiense. Não podemos deixar passar impune um fato tão grave como esse. A Federação Baiana de Futebol bem como o Ministério Público daquele Estado, devem uma demonstração de força e justiça ao restante do Brasil".
Carlos Castro, presidente do SAFERGS


 

Outras notícias da bola e do apito

Ganso será processado por ofender árbitro
Passado um mês do primeiro clássico entre Corinthians e São Paulo, em Itaquera, o árbitro da partida, Ricardo Marques Ribeiro, não desistiu de processar Paulo Henrique Ganso. O meia falou em roubo por parte do juiz, após a derrota por 2 a 0 para os donos da casa. A ação ainda não está na Justiça, mas o advogado garante que estará nos próximos dias. "Falei com o Ricardo ontem mesmo. A gente está terminando os últimos detalhes. Na semana que vem já vai estar na Justiça. Essas coisas demoram um pouco mesmo. Ele não desistiu. Até porque não houve nenhum fato novo desde o episódio, não teria motivo pra desistir", afirmou Giuliano Bozzano, que também é diretor jurídico da Associação Nacional de Árbitros de Futebol. A expectativa é de que a ação, que cobra indenização por danos morais, possa render a Ricardo Marques pelo menos R$ 20 mil. No episódio, Ganso reclamou assim que o juiz apitou o fim da partida, a primeira pela Libertadores 2015. "Aquilo não foi erro, foi roubo. Se fosse o Serginho Chulapa, ia no vestiário bater nele. Mas como isso não pode mais no futebol, o que o juiz fez foi palhaçada mesmo. Não disse que ele era bonzinho. Todo mundo xingou ele e ele deu o amarelo pro primeiro que viu, tinha de sair de camburão", disse o meia.



A partir do dia 30 futebol gaúcho terá nova casa
A Federação Gaúcha de Futebol comunica que a partir do dia 30 de março, uma segunda-feira, a entidade estará atendendo em sua nova sede, localizada na avenida Ipiranga, nº 10, Bairro Praia de Belas. O atendimento será no mesmo horário atual, das 13 horas às 19 horas. Porém, em razão da mudança ocorrerão algumas alterações no horário de expediente nos seguintes dias:
13/03 (sexta-feira): das 14h30 às 19 horas
26/03 (quinta-feira): das 13 horas às 17h30
27/03 (sexta-feira): não haverá expediente externo.



Brasileirão começa dia 9 de maio

A CBF divulgou na segunda-feira, 2 de março, a Tabela Básica do Campeonato Brasileiro da Série A 2015. A primeira rodada, que será disputada no sábado e domingo, dias 9 e 10 de maio, prevê os seguintes jogos: São Paulo x Flamengo; Palmeiras X Atlético Mineiro; Fluminense x Joinville; Vasco X Goiás; Grêmio X Ponte Preta; Cruzeiro X Corinthians; Avai X Santos; Atlético Paranaense X Internacional; Sport X Figueirense; Chapecoense X Coritiba.

Fonte: CBF



Terra

Globo

Folha

Lance



DIRETORIA INFORMA

  • NOTA DE REPÚDIO
  • O Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado do Rio Grande do Sul, diante dos fatos envolvendo o Sr. Luiz Felipe Scolari, durante o jogo Ypiranga x Grêmio na data de 11/03/2015, vem a público manifestar seu repúdio à atitude inadequada do referido cidadão e esclarecer que nossos associados aceitam e respeitam toda a crítica construtiva que venham a ser alvo. Só não podemos aceitar e admitir manifestações levianas e inconsequentes, de pessoas que como é do conhecimento de todos, sempre que a situação da equipe a qual exercem o comando, não se encontra numa situação que seria a ideal, procuram desviar a atenção pública sobre a sua pessoa, com situações criadas com essa finalidade. Não podemos compactuar com tais atitudes mesquinhas, onde o alvo é a pessoa do árbitro, desrespeitando uma vida de reiterada idoneidade moral e ilibada conduta, seja na vida profissional, como na vida particular. Diante destes fatos nada mais nos resta senão fazer com que essas pessoas respondam perante a Justiça pelos lampejos de insensatez e maledicência tão peculiar de suas personalidades.
  • Porto Alegre-RS, 18 de março de 2015.
  • Carlos Castro, Presidente do SAFERGS

  • Teste ergométrico
  • O Departamento Técnico solicita que todos os árbitros e assistentes formados no curso da Delegacia de Caxias do Sul  apresentem para aquela delegacia o teste ergométrico atualizado. Somente aqueles com o teste em dia estarão habilitados para participar das escalas do Sindicato.


  • Comunicado da diretoria
  • Os associados que participam das escalas SAFERGS que a partir de 1º de março de 2015 devem regularizar sua situação junto à Secretaria do Sindicato no que diz respeito aos documentos obrigatórios e o teste ergométrico, em prazo de vencimento. Sem isso, não poderão participar dos campeonatos cuja arbitragem é da responsabilidade do SAFERGS.


  • FGF adia teste teórico para profissionais das letras B, C e do Interior
    Em comunicado publicado no seu site da internet, a Federação Gaúcha de Futebol informa para os árbitros e árbitros assistentes da letra B, da letra C e do Interior que o teste teórico foi adiado, com data de realização a ser marcada posteriomente, pois a FGF deseja que o mesmo seja realizado na nova sede da entidade, onde haverá espaço suficiente para acolher a arbitragem. Os testes físicos não sofreram nenhuma alteração quanto a sua realização.

 

MARCA DA CAL

Na edição, entrevista com o presidente da ANAF, Marco Antônio Martins, e matéria especial sobre a temporada da arbitragem em 2015. O jornal também reporta as assembleias que aprovaram mensalidade de 1%, contribuição sindical de 2% e a formatação de um código de ética para o SAFERGS.

 capa_marca_da_cal_dez_2014
Edições anteriores


pdf marca_da_cal  ago_set_2014
pdf marca_da_cal  mar_abr_2014
pdf marca_da_cal
 nov_dez_2013
pdf
marca_da_cal
 jan_fev_2013
pdf marca_da_cal
 nov_dez/2012
pdf marca_da_cal
 jul_ago/2012
pdf marca_da_cal
 mai_jun/2012
pdf marca_da_cal
 mar_abr/2012
pdf marca_da_cal
 jan_fev/2012
pdf marca_da_cal
 set_out/2011
pdf
marca_da_cal  jul_ago/2011
pdf marca_da_cal
 mai_jun/2011
pdf
marca_da_cal
 mar_abr/2011
pdf marca_da_cal  jan_fev/2011
pdf marca_da_cal  dezembro/2010
pdf marca_da_cal
 outubro/2010
pdf marca_da_cal  agosto/2010
pdf marca_da_cal  junho/2010
pdf marca_da_cal abril/2010
pdf marca_da_cal  fevereiro/2010
pdf marca_da_cal   janeiro/2010
pdf marca_da_cal dezembro/2009 
pdf marca_da_cal jul/ago_09
pdf marca_da_cal  junho/2009 
pdf  marca_da_cal março/2009
pdf marca_da_cal  fevereiro/2009
pdf  marca_da_cal dezembro/2008
pdf marca_da_cal
novembro/2008
pdf marca_da_cal
outubro/2008
pdf marca_da_cal
setembro/2008
pdf marca_da_cal agosto/2008
pdf marca_da_cal
julho/2008
pdf marca da cal
junho/2008
pdf marca_da_cal maio/2008
pdf marca_da_cal
março_abril/2008
pdf marca_da_cal fevereiro/2008 
pdf marca_da_cal
janeiro/2008 
pdf marca_da_cal nov/dez/2007
pdf marca_da_cal outubro/2007
pdf Marca_da_Cal setembro/2007
pdf Marca_da_Cal agosto/2007
pdf Marca_da_Cal julho/2007
pdf Marca_da_Cal junho/2007
pdf Marca_da_Cal_ maio/2007
pdf Marca_da_Cal abril/2007
pdf Marca da Cal março/2007
pdf Marca da Cal fevereiro/2007 
pdf Marca da Cal dezembro/2006 











DIRETORIA INFORMA

 

  • Unidade sindical
  • A diretoria ressalta que o fardamento fornecido pelo Sindicato aos associados deve ser utilizado somente nas competições promovidas pela CBF, FGF e nos torneios, campeonatos e eventos esportivos cuja arbitragem seja da responsabilidade do SAFERGS.

 

  • Escalas do apito e das bandeiras
  • Tendo em vista os diversos campeonatos cuja arbitragem é administrada pelo SAFERGS, a diretoria enfatiza aos associados a importância de participar de tais competições. Para isto, basta deixar o seu nome na lista da secretaria do Sindicato. Além de proporcionar experiência aos iniciantes, estes jogos são oportunidades valiosas para o aprimoramento físico-técnico.

  • Participação democrática
  • A diretoria do SAFERGS comunica que é aberta a participação de todos os associados nos campeonatos cuja arbitragem é responsabilidade da entidade, em razão de contratos firmados. Para se habilitar à escala, árbitros e assistentes devem comunicar sua intenção e disponibilidade à secretária do Sindicato, pessoalmente ou através do telefone (051) 3226-0150 ou do email: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email . Participar de tais competições proporciona não apenas uma bem-vinda renda extra, como se constitui numa excelente oportunidade para acúmulo de experiência a aprimoramento profissional.

  
 Legislação
Filie-se

logo_anaf_02 fgf conmebolcbf
Av. Borges de Medeiros, 308, SL 141/142 - Porto Alegre - RS CEP 90.020-020
Fone: (051) 3226-0150. Fax: 3227-9074